img_noticia_horta

Horta feita com garrafas PET

Vejam como é simples e prático reaproveitar garrafas PET para criar uma horta em casa e com isso ter uma alimentação mais saudável.

Ter uma horta em casa onde podemos cultivar temperos naturais e verduras é uma ótima forma de garantir uma alimentação mais saudável para toda família, além de proporcionar uma economia mensal muito importante nos dias atuais.

Uma das formas de criar uma horta em casa ou apartamento, gastando pouco e com um bom aproveitamento de espaço é com o uso das garrafas PET, que podem ser reaproveitadas para plantação de verduras, legumes, temperos caseiros ou mesmo flores, que vão trazer muitos benefícios ao nosso lar.

Outra vantagem do uso das garrafas PET é a preservação do meio ambiente, pois cada garrafa PET que é jogada na natureza, pode levar até 450 anos para se decompor.

Dicas para fazer sua horta com garrafas PET

Para plantar sua horta com garrafas PET em casa podem ser utilizadas garrafas de todos os tamanhos, que devem ser limpas antes de iniciarmos nosso trabalho.

Depois elas podem ser cortadas em vários formatos, como na diagonal, vertical ou mesmo apenas com uma abertura no meio, conforme o modelo de horta que você planejar aí na sua casa. Daí é necessário fazer furos nas pontas, para pendurar sua horta em um local arejado, que possa receber sol boa parte do dia, e também furos na base, para que a água não se acumule nas plantas.

Para montar sua horta colocamos esse vídeo, apresentado pelo Marcelo, do portal Feito a mão, que vai lhes mostrar os detalhes de como montar sua horta com garrafas PET, de forma simples e bem prática:

Modelos de horta feita com garrafa PET
Seguem abaixo alguns modelos de horta feita com garrafas PET, em vários formatos e modelos, e que podem ser cultivadas em casas e apartamentos, mesmo aqueles com pouco espaço para o cultivo:

pet_7

pet_6

pet_5

pet_4

pet_3

pet_2

pet_1

Dica retirada do site Artesanato e reciclagem.

dia_arovre_site

Dia da Árvore

Dia 21 de de setembro é comemorado o Dia da Árvore. Esta data foi escolhida por anteceder o início da Primavera no hemisfério Sul, que dependendo do ano pode ocorrer entre os dias 22 e 23 de setembro.

O objetivo desse dia é promover a importância da preservação das árvores e das florestas. Incentivando a proteção do meio ambiente com atitudes que trazem benefícios à natureza como plantar uma árvore ou revitalizar algum jardim que não esteja bem cuidado.

A Natural Alimentos acredita que somente uma mensagem “bonitinha” não agrega muito a esse dia. Portanto fizemos uma pesquisa de locais onde você pode encontrar mudas gratuitas e pagas para plantio, além de projetos relacionados a plantio de árvores.

Segue abaixo a relação de links e telefones:

Instituto Nacional de Florestas – MG
Mudas Gratuitas
http://www.ief.mg.gov.br/florestas/venda-de-mudas

Viveiros e florestais do Instituto Estadual de Florestas – MG
http://www.ief.mg.gov.br/images/stories/servicos/2013/julho/viveiros%20florestais.pdf

Click mudas- Projeto do Instituto Brasileiro de Florestas – IBF – BR
Mudas pagas
http://www.clickmudas.com.br/

Programa Plante Árvore – BR
http://www.plantearvore.com.br/programa-plante-arvore/
ou aqui http://www.ibflorestas.org.br/doacao-de-mudas.html

Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano – Campo Grande – MS
Tel.: 67 3314 3153

Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente – SP
https://goo.gl/jVfiZn

Doação de mudas Parque Natural Chico Mendes – Sorocaba – SP
http://meioambiente.sorocaba.sp.gov.br/gestaoambiental/doacao-de-mudas-chico-mendes/

SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICO – PR
http://www.iap.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=1390

Fanpage Doação de Mudas – Página do Facebook
https://www.facebook.com/DoacaodeMudas/

Flora Tietê – SP
http://www.floratiete.org.br/mudas/

Viveiros São Paulo:

Ibirapuera (viveiro Manequinho Lopes)
Av. Quarto Centenário, portão 7A, Ibirapuera
Segunda a sexta-feira.: 8h às 16h
Telefone: 3887-6761

Parque do Carmo (viveiro Arthur Etzel)
Av. Afonso de Sampaio Souza, 951, Parque do Carmo
Segunda a sexta-feira.: 7h às 16h
Telefone: 2742-8833

Zona Sul

Guarapiranga
Estrada Guarapiranga, 575, Pq. Alves de Lima
Segunda a sexta-feira.: 8h às 17h
Telefone: 5514-6332

Eucalipitos
R. Ministro Guimarães, 280, Super Quadra Morumbi
Segunda a domingo.: 7h às 18h
Telefone: 3742-6363

Santo Dias
R. Jasmim da Beirada, 71, Cohab Adventista
A entrega ocorre em dois domingos de cada mês, a partir das 9h30
Telefone: 5511-9356

Severo Gomes
R. Pires de Oliveira, 356, Granja Julieta
Telefonar antes de ir ao parque
Telefone: 5687-4994

Nabuco
R. Frederico Albuquerque, 120, Cidade Ademar
Segunda a sexta-feira.: 8h às 17h
Telefone: 5678-6002

Shangrilá
R. Irmã Maria Lourença, 265, Grajaú
Domingo.: a partir das 14h
Telefone: 5933-3015

Zona Oeste

Previdência
R. Pedro Peccinini, 88, Jardim Ademar
Segunda a sexta-feira.: 7h30 às 18h
Telefone: 3721-8951

Luís Carlos Prestes
R. João Della Manna, 665, Butantã
Segunda a sexta-feira.: 8h às 17h
Telefone: 3721-4965

Zona Norte

Trote
R. São Quirino, 905, Vila Guilherme
Segunda a domingo.: 9h às 17h
Telefone: 2905-0165

São Domingo
R. Pedro Sernagiotti, 125, Pirituba
Segunda a domingo.: 6h às 18h
Telefone: 3831-7083

Zona Leste

Santa Amélia
R. Timóteo Correia de Góes, 30, Itaim Paulista
Segunda a sexta-feira.: 8h às 16h
Telefone: 2963-3382

Chico Mendes
R. Cembira, 1201, Vila Curuçá
Telefone: 2035-2270

Ermelino Matarazzo
Av. Abel Tavares, 1584, Ermelino Matarazzo
Segunda a sexta-feira.: 9h às 17h
Telefone: 2214-7481

Chácara das Flores
Estr. Dom João Néri, 3.551, Guaianases
Segunda a sexta-feira.: 6h às 17h
Telefone: 2963-1055

HALLOWEENdestaque

Inspire-se e divirta a criançada!

Embora o Halloween seja uma festa típica dos Estados Unidos e de alguns países europeus, ele está cada vez mais presente também entre nossos pequenos.

Entre as brincadeiras mais conhecidas pela criançada nesse dia está o famoso “doces ou travessuras”, que consiste em dar uma volta pelo bairro (ou condomínio), batendo na porta dos vizinhos e pedindo doces (e, caso o pedido não seja atendido, vêm as travessuras, ou seja, os pequenos aprontam alguma na casa do morador mal-humorado – o que não acontece onde eu moro, pois os pais acabam ensinando que participa da festa apenas quem quer). Também é muito comum se fantasiar com roupas, enfeitar abóboras e comer guloseimas preparadas especialmente para a ocasião. Mas além de tudo isso, existem ainda outras brincadeiras bastante divertidas que prometem fazer dessa noite “arrepiante” um momento divertido e inesquecível! Se você estiver pensando em reunir os amigos do filhote para uma festinha de Halloween, confira algumas dicas para entretê-los:

Maçã com a boca

Essa brincadeira é bastante comum nos países onde o Halloween é mais presente. Funciona assim: em um grande balde com água são colocadas várias maçãs e o desafio é tentar tirá-las lá de dentro usando somente a boca! Dá para aumentar a dificuldade criando situações como quem consegue tirar mais em menos tempo. Outra opção divertida é prender as frutas no alto, em barbantes, e vendar os olhos dos pequenos, para que tentem abocanhá-las sem enxergar.

Montando o Frankenstein

Lembra do Frankenstein, aquele “monstro” cujo corpo é formado por partes de vários outros corpos? Inspirado no personagem, um jogo engraçado é pegar várias revistas velhas para as crianças recortarem partes do corpo de pessoas e montarem o seu próprio Frankenstein. Com certeza vai render boas risadas!

Caça aos doces

Assim como na Páscoa é comum a caça aos ovos, no Dia das Bruxas um desafio bastante divertido (e delicioso!) é fazer uma busca por doces. O prêmio pode ser uma linda cesta temática de Halloween, cheia de guloseimas e enfeitada com bruxinhas, chapéus, fantasmas e mini abóboras. Espalhe pelo local da festa algumas dicas que levam ao prêmio.

Corrida das múmias

Deixe vários rolos de papel higiênico disponíveis para os pequenos enfeitarem suas múmias (opte pelos mais baratos, que são mais durinhos e difíceis de rasgar). Divididos em times, os participantes devem escolher um amigo para ser a múmia, que será coberta de papel – ganha o primeiro desafio quem conseguir enrolar o colega primeiro. A próxima disputa será uma corrida, em que as múmias deverão correr até um determinado ponto fantasiadas (por isso é importante não amarrar as pernas, para não atrapalhar os movimentos do competidor).

Jogo do caldeirão

Esse jogo é para desafiar a memória da criançada. Sentadas em uma roda, a primeira criança fala “eu sou uma bruxinha e no meu caldeirão eu coloco…” – e completa a frase com algum item, que pode ser um alimento, um animal, qualquer coisa mesmo (quanto mais diferente, mais divertido fica!). O participante ao lado continua a brincadeira repetindo a frase e o objeto que o colega falou. E assim por diante… Quem errar, ou esquecer, vai saindo da roda até sobrar o grande vencedor.

NEGOCIOSdestaque

À prova de crise

A economia brasileira não está em seus melhores momentos, mas isso não quer dizer que não vale a pena iniciar um negócio.

Existem diversos setores que tendem a continuam lucrativos mesmo em épocas de vacas magras.

Pensando nisso, listamos ideias de negócio que podem resistir a qualquer cenário econômico. Encaixando-se como uma luva na realidade dos empreendedores brasileiros.

1) Bebibas

bebidas

Negócios voltados para o consumo de bebidas alcoólicas tendem a caminhar bem em períodos de crise. Segundo o site, o segredo está no hábito que as pessoas desenvolvem em torno da bebida – se for realmente parte da rotina, ninguém vai deixar de beber por conta da crise, mesmo que compre produtos mais baratos.

2) Cosméticos

cosmeticos
O mercado de cosméticos também se vira bem em épocas de recessão, seja nos Estados Unidos, seja no Brasil. Por aqui, o setor deve crescer de 10% a 15% em 2015, apesar da desaceleração que atinge outros segmentos.

3) Cinema

cinema

Essa ideia vale mais para quem mora numa cidade média ou pequena. Segundo o Entrepeneur, os cinemas também costumam resistir bem às crises e podem ser uma alternativa para garantir o entretenimento na sua cidade. Uma sugestão é casar a exibição de filmes com um espaço para comida.

4) Comida saudável

saudavel
Alimentação saudável e produtos orgânicos estão em alta tanto aqui quanto nos Estados Unidos. Sendo assim, uma boa alternativa para a crise pode ser focar esforços na venda desses produtos, ou ainda criar uma linha de produtos e distribuí-la.

5) Doces

doces
Assim como as pessoas não deixam de beber porque estão sem dinheiro, o mesmo vale para aquele docinho depois do almoço. Portanto, investir em sobremesas pode ser uma boa pedida. Uma possibilidade é unir esse ramo com o das comidas especiais para fazer doces orgânicos, veganos ou sem glúten.

AZEITEdestaque

Brasil é vice mundial na importação de azeite de oliva

O país deve importar 72 mil toneladas do produto no período, aponta a prévia do balanço anual do International Olive Oil Council. É o segundo maior volume do mundo, só atrás dos Estados Unidos, que devem comprar do Exterior 290 mil toneladas de azeite nesta safra.

Para se ter uma ideia da expansão brasileira neste mercado, o volume atual é mais do que cinco vezes o que os brasileiros traziam de azeite de oliva de fora em 1991.

Outro dado comparativo: o Brasil importa quase o dobro do Canadá, o terceiro colocado no ranking mundial de importação de azeite de oliva.

Vale lembrar que os brasileiros são quase 100% dependente do mercado externo neste produto.

Em tempo: o maior produtor mundial de azeite de oliva da atual safra deve ser novamente a Espanha, com 826 mil toneladas. Deste volume, 225 mil toneladas devem abastecer mesas no Exterior, o que garante ao país a segunda colocação mundial no ranking dos exportadores.

Já a Itália, mantém posições invertidas com a Espanha: embora seja o segundo maior produtor, com 302 mil toneladas na atual safra, o país da bota está na liderança nas exportações, com 244 mil toneladas.

A Grécia ocupou a terceira posição no ranking dos produtores, com 300 mil toneladas. Deste volume, apenas 11 mil toneladas saem do país.

Fora da Europa, um grande destaque é a Tunísia, que deve produzir na atual safra 260 mil toneladas de azeite de oliva. Deste volume, 170 mil toneladas estão seguindo ao Exterior.

PIZZARIAdestaque

Estratégia aumenta em 30% o faturamento da pizzaria

É possível aumentar as venda sem mudar nada na sua estrutura? Sem contratar mais alguém ou ter que comprar alguma máquina? Sim, é possível, basta olhar para o seu cliente e perceber como ele se comporta, então pense em como agrada-lo ainda mais. Veja só este exemplo:

“Boa noite, o senhor gostaria de agendar a entrega de uma pizza saborosa para esta noite?” É com esta frase que, há cerca de um mês, as vendedoras da Dídio Pizza abordam os consumidores cadastrados em suas unidades. A franquia apostou no aumento que já acontecia no pedido de pizzas nas quartas-feiras com transmissão de jogos do campeonato brasileiro pela televisão e criou um treinamento que transformou as atendentes em vendedoras simpáticas, que facilitam a vida dos consumidores e garantem a pizza quentinha para a hora em que a fome bater.

“Acompanhamos durante seis meses o desempenho das vendas nos dias de jogo, e vimos que havia ali um nicho a ser aproveitado”, explica Elídio Biazini, fundador da franquia. “Outra ideia que já tínhamos era aproveitar as nossas atendentes, que recebem um treinamento completo sempre que ingressam nas lojas, para fazer uma venda ativa, pois percebemos que as abordagens feitas em tentativas eram muito bem recebidas”, explica. Em um mês com o novo sistema, a rede já apontou um crescimento de 30% nas vendas de pizzas às quartas-feiras.

O novo sistema também equilibrou as vendas durante toda a semana. “os primeiros dias eram sempre mais fracos, se comparados a sexta-feira e ao final de semana”, lembra Biazini, “com a venda ativa, descobrimos que na verdade os consumidores estão acostumados à pizza como alimento dos dias de lazer, o que estamos fazendo é lembrando a eles que todos os dias podem ser o dia da pizza”, brinca.

Uma das abordagens é feita nas empresas cadastradas: “perguntamos se o cliente irá trabalhar até mais tarde e se gostaria de uma pizza para deixar o trabalho mais ameno”, explica o franqueador. Claro que toda venda ativa é realizada com o consentimento do consumidor, que tem a liberdade de retirar seu nome do cadastro de abordagem a qualquer momento. “Mas não tivemos ainda nenhum pedido”, confirma o empresário, “o contato é sempre muito polido e rápido, para não atrapalhar a vida de quem está trabalhando ou ansioso para ver o jogo na tevê”, garante ele.


SAC Natural Alimentos

Ligue gratuitamente para o nosso
Serviço de Atendimento ao Consumidor

Trabalhe Conosco

Contamos com um quadro de colaboradores altamente qualificados
e estamos sempre em busca de profissionais que se destaquem no mercado
para que possam acrescentar seus conhecimentos à nossa organização.

CLIQUE AQUI E CONHEÇA NOSSAS VAGAS